domingo, 24 de janeiro de 2010

Informação

Informo a todos que este blog é pessoal e não representa nem fala pela Casa de Dom Inácio. É apenas um compilado de informações que podem ser úteis no caminho de alguns. Peço que caso desejem informações sobre o funcionamento da Casa, por obséquio, telefonem no número da secretaria, logo abaixo. Agradeço encarecidamente. Muita Luz!


24 de junho - aniversário do médium João - Abadiânia, GO
31 de julho - Dia de Dom Inácio - Abadiânia, GO


Secretaria da Casa de Dom Inácio:
(62) 3343-1254

Email: casadedominacio@hotmail.com


Obs.: tem acontecido de algumas pessoas não conseguirem falar nesse número. Isto se dá porque o número não dá sinal de ocupado. Sempre que estiver ocupado ouve-se uma mensagem da operadora telefônica. Por isso, tente novamente até que desocupe.

Chico Lobo, relações públicas da Casa:
(62) 9974-4010

sábado, 16 de janeiro de 2010

Relato de uma cura

Entre milhares de casos de curas que acontecem rotineiramente na Casa de Dom Inácio, escolhi o caso que segue, por sua força e por estar publicado em um dos livros da Casa, onde pode ser lido na íntegra.

"Aquele era um dia especial para Raul Natal. Sentado na sua cadeira de rodas, que lhe servia de prisão e meio de locomoção nos últimos cinquenta anos, ele estava à espera, com apreensão e esperança. Não ousava esperar mais: tinha sido desiludido por muitos médicos e especialistas em todos estes longos anos (...)

(...) Alguns amigos falaram-lhe sobre o 'curandeiro' João Teixeira de Faria. O que tinha a perder? E assim, numa última e desesperada peregrinação, ele suportou as trinta e seis horas de viagem de ônibus até a pequena aldeia de Abadiânia (...)

(...) Do lugar onde estava, na frente da multidão, ele viu o médium entrar por uma porta lateral, com as mãos juntas na frente do corpo e o olhar intenso.

(...) Seria possível que depois de tantos anos ele pudesse caminhar de novo?

A voz de João trouxe-o para a realidade: 'Há quanto tempo você está paralisado?', perguntou João (na verdade, a Entidade, através do médium*), com uma voz profunda e cheia de compaixão.
'Há cinquenta anos não caminho', replicou Raul, numa voz que era pouco mais que um murmúrio.
'Que faria você, se Deus lhe desse de novo o uso das pernas?', perguntou o médium.

(...) Raul estava demasiadamente atordoado para conseguir responder. Raul quis falar mas as palavras não lhe vinham à boca. Ele bem sabia que suas articulações estavam bloqueadas por anos de inatividade, calcificadas e imóveis, e os seus músculos atrofiados.

(...) O curador curvou-se e, a seguir, segurou o tornozelo esquerdo de Raul. Assim que ele o fez, uma onda de calor vital correu pela sua perna. 'Agora faça-o girar', disse ele. Raul obedeceu. Olhou incrédulo para João que lhe etava tocando o outro tornozelo, e o mesmo calor estava percorrendo a outra perna. Era incrível!

'Agora', comandou o curador, 'levante-se e caminhe!'. Raul estremeceu. 'Eu não posso!', disse.

'Sim, você pode. Levante-se e ponha este pé para a frente', disse o médium, apontando para o pé direito.

Com toda a sua vontade e força, Raul levantou-se da cadeira e precipitou-se para a frente. As suas pernas aguentaram! Tremiam, mas aguentaram. João segurou a sua mão, oferecendo-lhe um mínimo de apoio e assim Raul deu os primeiros passos em cinquenta anos. Uma irresistível onda de lágrimas correu pela sua face. Estava caminhando!

(...) Seis meses mais tarde Raul caminha normalmente. Ganhou peso e as pernas outrora atrofiadas estão cada vez mais fortes."

Trechos do livro "João de Deus: o curador e seus milagres" de Robert Pellegrino Estrich, páginas 25 a 29.


*Nota da bloggeira.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

A mensagem de Dom Inácio de Loyola

"Por que te preocupas?
Não sabes que tua vida será sempre repleta de amargores, lutas e decepções? Por que então derramas lágrimas quando deveria enxugá-las?
Por que te preocupas tanto contigo mesmo, quando deverias ocupar-se dos irmãos que não conhecem sequer a luz do Evangelho?
Teu caminho será constituído de penas, tristezas, renúncias.
Como desejas ser cristão, se não te habilitas a padecer, sofrer e, mesmo assim, caminhar, caminhar auxiliando, ao invés de parares para dar vazão a lágrimas e lamentações?
Estás errado e muito errado, conscientiza-te de teu dever e segue à frente, o que os outros de ti disseram não te deve afetar.
Mantém tua consciência limpa, ora, crê e perdoa. Eles, por certo, são mais dignos de compaixão do que aqueles que, dizendo-se cristãos, procuram verdadeiramente seguir o exemplo de Jesus, sem se preocupar com nada mais.
O Cristo não era culpado e, contudo, foi a julgamento.
Compadece-te daqueles que fazem sofrer, que ferem e magoam.
Dom Inácio"

Mensagem psicografada pelo médium João, em Abadiânia, em 06 de maio de 1982. Publicada no livro "Uma missão de amor" de Carlos Joel Castro Alves.

“Nos cuidados a que te reportas em tua vida diária, não te esqueças que a fé constitui-se dom sublime devendo ser cultivada constantemente.
Muitos possuem fé enquanto tudo corre de acordo com seus desejos, mas são poucos os que perseveram na paciência e humildade quando surgem provações e sofrimentos.
A maioria ostenta um crucifixo no peito, mas nenhum se deixa crucificar.
É compreensível que o ser humano repudie a dor, contudo é inconcebível que um cristão autêntico deseje encontrar a felicidade plena e segura no mundo material.
Se desejas seguir o Cristo, recordai que sua vida foi martírio e dor constante, renúncia e serviço. Parai um pouco e não sede hipócritas em suas palavras, porque não serão elas que vos conduzirão à vida eterna, mas sim a perseverança firme na prática do bem, um auxílio concreto e desinteressado a todos os irmãos e companheiros do caminho.
Que a paz do Mestre habite em vossos corações.
Dom Inácio.”

Mensagem psicografada pelo médium João, em Abadiânia em 07 de maio de 1982. Publicada no livro "Uma missão de amor" de Carlos Joel Castro Alves.